Post patrocinado:
RENATO TEMPESTA - Engenharia, Estruturas, Arquitetura, Agrimensura, topografia, Georreferenciamento, Geodésia e Projetos.
Página inicial Guarnições Serviços Celotex virtual Diversos Contato
E-mail: Senha: Recuperar senha ou Cadastre-se


Aqui estão informações disponíveis sobre a cidade de Corumbá e das unidades nela existentes. Para editar as informações sobre a cidade ou sobre a(s) unidade(s), o usuário deve estar logado.
  • Nota 3.50/5

Informações gerais Organizações militares Fotos Opiniões de usuários Avaliações de usuários Notícias relacionadas

  • Informações sobre a cidade

    última edição por Thiago Paiva em 21/12/2011 às 16h01min
     
    Tipo de Guarnição:
    Gu Esp/Loc Esp Catg A
    - O tempo mínimo de sede é reduzido para dois anos.
    - Percebe ajuda de custo em dobro (4 vencimentos para ir e 4 para sair).
    - Percebe mais 20% do soldo em seus vencimentos.
    - A cada 2 anos em Loc Esp Catg A, incorpora 8 meses de serviço.
    Habitantes:
    104317
    Voltagem:
    110 v
    Rádios e TVs:
    Radiodifusão: Rádio Clube de Corumbá, Rádio Difusora Mato-grossense, Rádio Jovem Pan e Rádio Band FM.
    Jornais: Diário de Corumbá, O Momento, Diário da Manhã e Sucesso.
    Canal de TV: TV Morena (Rede Globo), SBT, Record, Bandeirantes e RedeTV.
    Ensino básico e médio:
    SANTA TERESA– (Salesianos) Rua Dom Aquino Correa, 1119 - Centro. Tel 0 xx (67) 3234-2600;
    TENIR– Rua Cuiabá, 263 – Centro. Tel 0 xx (67) 3231-5165 e 3231 7281;
    ANTÔNIO MARIA COELHO - Rua 13 de junho, 1467 - Centro. Tel 0xx(67) 3232 3863;
    ASSEMBLÉIA DE DEUS - Rua Cabral,1455 - Centro. Tel 0xx(67) 32313076;
    IBEC – Instituto Baruki de Educação e Cultura - Rua Cabral, 938 - Centro Tel 0 xx (67) 3231-6060;
    CENIC – Colégio Imaculada Conceição - Rua Frei Mariano, 329 - Centro Tel 0 xx (67) 3231-2283;
    SANTA INÊS – Rua Major Gama, 950 - Centro Tel 0 xx (67) 3231-3304;
    SESI – Av. Nª Sra da Candelária, 1555 - Maria Leite. Tel 0 xx (67) 3231-6311 e 3231 6811.
    Ensino superior:
    UFMS - Universidade Federal do Mato Grosso do Sul - Campos Pantanal - Av Rio Branco, 1270 - Universitário. Tel. 0xx(67) 3234 – 6800;
    UCDB– Universidade Católica Dom Bosco - Particular - Rua Dom Aquino Correa, 1119 - Centro. Tel 0 xx (67) 3234 2600.
    Média de Aluguel:
    R$ 500,00, para uma casa de 02 quartos
    Mercado de trabalho:
    Acolhe um grande número de profissionais liberais, empreendedores e entidades ligadas ao agronegócio, indústria e comércio. A população economicamente ativa em Corumbá, na faixa etária que atinge dos 18 aos 65 anos, totaliza 40.582 pessoas (25.674 homens e 14.908 mulheres). É no setor terciário (especialmente comércio de mercadorias e prestação de serviços) que há maior fluxo de contratações empregaticias. O mercado de trabalho em Corumbá começou a se aquecer nos últimos anos em função da instalação do Pólo Gás-Químico (Termopantanal), do Pólo Siderúrgico da Rio Tinto e dos alto fornos construídos pela EBX. Todavia, apresenta alto índice de desempregados, na faixa dos 24,46%. A necessidade de buscar qualificação profissional e estudo de nível superior de cursos não disponíveis na cidade de Corumbá provoca a saída de jovens para centros produtivos maiores do estado e do país (principalmente Campo Grande, Brasília, Rio de Janeiro e São Paulo), provocando uma mudança no perfil demográfico constituído pela falta de mercado. Seu poder de consumo é de 0,04% (est. 2005).
    Turismo e lazer:
    Pontos Turísticos e Atrações

    Conhecer, visitar, ou residir em Corumbá é desfrutar das belezas proporcionadas pelo maior potencial turístico do Estado: O Pantanal – santuário ecológico do mundo.
    A cidade é rica em pontos históricos e possui as atrações turísticas abaixo listadas:
    Casa do Artesão – Ocupa o prédio da antiga cadeia Pública, produz utensílios de couro, artesanatos variados em tecelagem, madeiras e ainda variados licores e curiosidades pantaneiras;
    Casa de Massa Barro – Artesanato do pantanal, onde os as crianças são grandes artistas que transformam argila em pura arte;
    Forte Coimbra –Mandado Construir em 1775 é considerado marco inicial da história do estado de Mato Grosso do Sul. Sedia a 3ª Cia Fron, subordinada ao Comando da 18ª Bda Inf Fron. Possui duas grutas naturais;
    Forte Junqueira – Construído em 1871, após a guerra do Paraguai, com a finalidade de defender a cidade de Corumbá contra uma outra possível invasão dos castelhanos . Localiza-se no interior do 17º B. Fron;
    Igreja Matriz de Nossa Senhora da Candelária – Inaugurada em 1877, com solenidade do ritual romano pelo pregador e vigário da Vila Frei Mariano de Bagnaia;
    Casa de Cultura Luiz de Albuquerque– Funciona em um prédio de dois andares, construído no início do século XX. Possui o museu do pantanal, biblioteca e salões onde realiza eventos culturais;
    Ladeira Cunha e Cruz– Conhecida centenariamente como "Ladeira da Candelária", por ficar em frente a Igreja Matriz.. Foi palco do episódio da Retomada de Corumbá e recebe o nome do Cap Cunha e Cruz que foi morto naquele local;
    Minas do Morro do Urucum – Situada a 30 Km da cidade, no maciço do Urucum,' acesso pela BR 262 e a 1.100 m acima do nível do mar;
    Pesca esportiva – Várias agências de turismo operam na região oferecendo barcos motores, hotéis fazenda e demais estrutura para passeios e pesca no rio Paraguai e nos seus emaranhados 230.000 Km2 de canais de rio, lagoas, baias e corixos existentes no pantanal;
    Pantanal – Não é em absoluto um pântano, e sim, o maior criadouro selvagem natural do continente. Verdadeiro santuário ecológico que abriga milhares de aves, peixes e uma grande variedade de animais e plantas em seus 230.000 Km2;
    Porto Geral – Sua construção e seu conjunto arquitetônico data do final do século XVIII e início do século XIX. Foi no famoso "Casario do Porto" onde fervilhou o comércio através da via fluvial do rio Paraguai nos anos de 1870 a 1920; e
    Praça da Independência – Inaugurada em 24 de Dezembro de 1917 é um local agradável para passeios no centro da cidade.
    Balbeários - Temos também os balneários que a anos fazem parte da cultura corumbaense, dentre estes encaixam: Balneário Simone, Mª Coelho, Menck e o mais antigo de todos e o mais visitado o Balneário do Lago Azul. Todos estes são abastecidos com água que brota das nascentes em meio ao Morro Urucum.


    Lazer

    Vários são os clubes localizados na área central da cidade, merecendo destaque o Corumbaense Futebol Clube, Riachuelo Futebol Clube, Clube Noroeste, Lunas Clube, Farias Clube, dentre outros. Na cidade de Ladário destacam-se o Clube Marisco para oficiais da Marinha e a CAMALA (Casa do Marinheiro de Ladário), destinado aos praças da Marinha e a comunidade em geral.
    Praticam-se, na região, as compras na feira de artesanato Brasil/Bolívia, localizada na parte central da cidade, podendo ainda se estender para compras nas feiras e zona franca de Puerto Aguirre na Bolívia.

    Clubes Militares

    Existe um clube para os oficiais na rua Firmo de Matos, centro da cidade, fone 0xx(67)32317032 - o Círculo Militar de Corumbá, tradicionalmente conhecido como CASARÃO e possui: 02 piscinas, quadra de futebol society, quadra de tênis, bar, área de churrasqueira, salão nobre, salão de sinuca e outras. Existe, também, um Clube Recreativo de Subtenentes e Sargentos do Exército, conhecido como CRESSE, com piscina, cancha de bocha, campo de futebol, quadra de vôlei de praia e churrasqueiras, localizado em área privilegiada na Fronteira do Brasil com a Bolívia, telefone 0xx(67)3232-3537.
    Saúde e segurança:
    Saúde: o setor voltado para o atendimento dos militares e seus dependentes é considerado bom. Existe no interior do 17º Batalhão de Fronteira, um Posto Médico de Guarnição (PMGu).Em Corumbá podemos encontrar, também, o Hospital Beneficiente Corumbaense e, em Ladário, o Hospital Naval. A cidade conta ainda com clínicas particulares, tais como SAMEC, PRONTOMED, UNIMED, PRONTOCLIN e outras.

    Marinha do Brasil: 6º Distrito Naval, localizado na cidade de Ladário, 05 Km de Corumbá. Possui as seguintes OM: Flotilha de Mato Grosso com navios de patrulhas, transportes de pessoal, reconhecimento, sinalização, etc; Base Naval de Ladário, Depósito Naval de Ladário, Grupamento de Fuzileiros Navais, Hospital Naval, Esquadrão de Helicópteros, além do Comando do 6º Distrito Naval . Em Corumbá, está a Capitania dos Portos.
    Exército Brasileiro: Cmdo 18ª Bda Inf Fron, Cia Cmdo 18ª Bda Inf Fron e 17º Batalhão de Fronteira.
    Comando da FAB: CINDACTA II, DAC, Infraero.
    Polícia Federal: conta com uma delegacia de polícia federal e seis delegados.
    Destacamento Proteção ao Vôo (FAB): funciona no Aeroporto Internacional de Corumbá atuando no controle do tráfego aéreo.
    Polícia Militar: possui o 6º Batalhão de Polícia Militar.
    Polícia Militar Ambiental: órgão ainda vinculado à PM/MS. Possui dois pelotões que atuam no combate aos delitos e crimes ambientais.
    Polícia Civil: funcionam 2 Delegacias normais e uma delegacia especializada na Defesa da Mulher.
    Corpo de Bombeiros: atende a região de Corumbá e Ladário com um Grupamento de Combate a Incêndio. Seu efetivo aproximado é de 74 homens.
    Sobre a cidade:
    No coração do pantanal, talvez o maior patrimônio da humanidade, às margens do majestoso rio Paraguai, numa área de 62.561 Km2 encontra-se a cidade de Corumbá a 190° de latitude Sul e 590° de longitude Oeste, situada a 118 metros do nível do mar. Corumbá representa para o estado de Mato Grosso do Sul, não somente o principal núcleo urbano da região do pantanal, como também uma parte significativa de sua história. A cidade se destaca pelo número e traçado dos bairros, praças, jardins, cais do porto e uma ampla vista para o pantanal.
    Até o último quartel do século XIX, a povoação de Corumbá procurou sobreviver de um incipiente e instável comércio e de uma pecuária de pequenas proporções e, nesse contexto, foi alvo fácil de penetração das forças paraguaias, ficando a partir de 03 de janeiro de 1865, sob domínio da República do Paraguai.
    Depois de 2 anos, em 13 de junho de 1867, tropas vindas de Cuiabá, sob o comando do Tenente-Coronel ANTÔNIO MARIA COELHO conseguiram retomar a vila de Corumbá. Porém, somente a partir de 1870, quando foi controlado o surto de "Bexiga" é que Corumbá começou a ser reconstruída. Corumbá retomou pouco a pouco seu dinamismo como centro comercial da região, aumentando sua população, adquirindo novos direitos como cidade e estimulando a atividade comercial. Logo, todo movimento econômico da Província passou a gravitar em torno dessa atividade e, em fins do período imperial e início da fase republicana, transformou-se no centro econômico e político de Mato Grosso. Corumbá, com uma população atual de mais de 90 mil habitantes, tem hoje seu desenvolvimento associado ao potencial de suas jazidas mineralógicas e exploração do turismo, nas fortes raízes culturais, com tradições folclóricas que se manifestam através de grandes eventos culturais, na pesca e passeios no rio Paraguai e seus afluentes.
    Data de aniversário
    21 de setembro - 235 anos
    Gentílico
    corumbaense
    Brasão

    Bandeira

    Localização

    Distâncias

    Links úteis

  • Organizações Militares

    Marinha

    CFPN

    Exército

    17º B FRON

    CIA CMDO 18ª BDA INF FRON

    Comando da 18ª Brigada de Infantaria de Fronteira

    Força Aérea

    DTCEA-CR
  • Fotos da cidade
  • Opiniões de usuários

    Para adicionar sua opinião ou pergunta, você deve ser um usuário cadastrado e estar logado!
    marcio xavier publicado em 30/07/2012

    Servi em Corumbá por dois anos, e não recomendo,nunca esqueço quando tive meu carro roubado num dia em que chegava em casa a noite, foi um sufoco horrível, fiquei traumatizado, mais depois agradeci a deus pois poderia ter sido pior pois estava com minha esposa e minha filha. Se for para lá cuidado! É rota de passagem de carro roubado do Brasil, pois os bolivianos compram carros brasileiros roubados e legalizam naquele pais tranquilamente, então os traficantes brasileiros vão para lá com carros roubados e trocam por droga, ou simplesmente vão para Corumbá, roubam uma carro lá mesmo (muito mais fácil) por que já estão na praticamente na fronteira pois assim não correm o risco de ter de passar nas blitz até chegar a Corumbá. Pra mim não valeu a pena, sei que isso pode acontecer com qualquer um em qualquer lugar do Brasil, mas lá tem uma rotatividade muito grande de bandidos, tanto brasileiros como bolivianos.
    carlos firmino publicado em 21/07/2012

    O custo de vida é alto, tudo é caro, o aluguel é um absurdo, em questões de saúde é muito precária , pois os poucos médicos que tem são formados em faculdades na Bolívia (são açougueiros), a cidade é muito quente, e para quem tem problema respiratório ou filho pequeno vai passar sufoco, pois a cidade é invadida por muita fumaça durante o ano devido a inúmeras queimadas na região. Muitos dizem que a única vantagem é ser fronteira com a Bolívia, porem eu acho uma grande desvantagem, pois se você atravessar a fronteira, estará correndo o risco de não voltar, pois na Bolívia (por ser um pais grande produtor de cocaína) tem muitos bandidos (narcotráfico), além dos marginais brasileiros que vão para lá buscar a droga.
    fisouza publicado em 10/07/2012

    A opinião em relação cada cidade pode variar de acordo com o momento da vida e aceitação da familia. Corumbá é uma cidade pequena..portanto dá para rodar o centro em poucos minutos. O comércio é formado pricipalmente por turcos e feirinhas feitas por Bolivianos. O custo de vida é alto, aluguel caro, roupas e alimentos comprados em Corumbá também são mais caros. Tem a facilidade de estar na fronteira com Bolívia, onde roupas e eletrônicos são bem mais baratos, deve se observar bastante a qualidade dos produtos comprados em feiras e lojas que nao fornecem garantia dos produtos. É uma cidade festeira...carnaval de rua...desfiles...festivais...se distribuem ao longo do ano. A área da saúde é precária...possuindo poucos bons profissionais e exames mais especificos sao realizados em Campo Grande, uma viagem de mais ou menos 6 horas com poucos pontos para parada. Em geral os prestadores de serviço são péssimos...tem que contar com muita sorte. Pra quem gosta de calor e clima seco...esta é a opção. Já que na cidade praticamente não tem inverno...somente poucos dias de baixa temperatura em consequencia de correntes frias vindas do sul. Minha famíla não se adaptou ao clima...os ultimos meses passados em Corumbá foram angustiantes devido o intenso calor. Tem que se pensar bastante nos pós e contras. Ponto a favor: 20%...que muitas vezes são gastos se não conseguir pnr que demora em média 1 ano pra sair.
  • Avaliações de usuários


    Você recomenda estta cidade aos seus copanheiros, baseando-se em suas experiênias na localidade? Em caso pisitivo, clique na ícone (+), caso contrário, clique noícone (-).

    Positiva (16,67% positivas) Negativa (83,33% negativas)
    Total de 6 avaliações:
  • Notícias relacionadas


    Nenhuma notícia relacionada!